vendas@upequipamentos.com.br
(54) 3359-2291 - (54) 3359-2292
(54) 3359-2294 - (54) 3359-2295
(54) 99267.6630 - Movimentação de Carga
(54) 99697.4467 - Construção civil
BLOG

Dicas definitivas para aumentar a produtividade na construção civil

Todo construtor quer ver suas obras crescendo o mais rápido possível, no entanto, para fazer com que o trabalho flua mais rapidamente e com mais qualidade, é necessário ter alguns cuidados específicos. Acompanhe nossas dicas para que a produtividade da sua obra cresça em todos os aspectos!

  1. 1. Planejamento:

Independentemente do seu ramo de atuação, planejar as suas ações é fundamental. Tenha sempre em mente qual será o próximo passo que você terá que dar no seu negócio. A procrastinação é fruto da desorientação, ou seja, se a sua equipe no canteiro de obras não possui um planejamento completo e bem-estruturado, ela acaba perdendo muito tempo tentando descobrir o que precisa ser feito e como isso será feito, o que também pode ocasionar um aumento nos possíveis erros. 

  1. 2. Organize suas ações por etapas: 

Para alcançar o objetivo de ter um planejamento claro, é necessário dar um passo de cada vez. 

  1. a) Primeira etapa: Fazer 

Na primeira etapa do seu projeto, dê foco para as tarefas que você pode desempenhar em poucos instantes. Como são ações rápidas e simples, elas podem ser desempenhadas logo de cara, para que mais adiante na obra, você não tenha que ter dor de cabeça com atividades que você poderia ter concluído sem muito esforço e dentro de pouco tempo. 


  1. b) Segunda etapa: Delegar 

Por mais que a maioria dos construtores não leve este estágio a sério, saber delegar é uma característica que apenas os bons líderes possuem. Desta forma, volte a sua atenção e o seu tempo para as atividades que apenas você consegue desempenhar, enquanto as demais ações podem ser delegadas para pessoas qualificadas finalizá-las. Fazendo isso, você consegue realizar essas atividades com mais tempo, o que permite que os resultados obtidos através dessas ações sejam potencializados. 


  1. c) Terceira etapa: Adiar 

Sim, isso mesmo, adiar. Existem tarefas demoradas, que não são de grande urgência que podem ser adiadas, para que demais tarefas, mais imediatas possam ser finalizadas. Desta forma, evita-se de chegar na hora de entregar a obra e ações básicas não tenham sido finalizadas, enquanto uma porção de outras ações obsoletas foram feitas com perfeição.

 

  1. d) Quarta etapa: Deletar

Depois de adiar tarefas que não são urgentes, está na hora de deletar ações desnecessárias do seu planejamento. Ter muitas atividades no seu campo de visão pode deixar você e a sua equipe confusos quanto ao desempenhar essas ações, por isso, isole processos sem valor, que pouco trazem benefícios no conjunto da obra e mantenha o seu foco no que realmente importa, nas atividades que são essenciais para o andamento do seu projeto. 


  1. 3. Organizar a cronologia das ações e se manter sempre em processo de aprendizagem:

Se manter sempre atualizado não é uma opção, para construtores civis, isso é um elemento fundamental para garantir o sucesso de uma obra. Busque sempre conhecer as novidades do setor, assim como, implantar processos modernos para garantir que o trabalho da sua equipe seja otimizado e que a sua produtividade aumente. 


Fazer uma boa gestão do seu tempo também é imprescindível. Independentemente do quão talentoso você possa ser nos demais aspectos da sua obra, seja na tomada de decisões, na comunicação, ao lidar com a sua equipe e demais operações, isso de nada adianta se você não tiver planejados todos os prazos das ações presentes e futuras da sua obra. 


  1. 4. Utilizar materiais de qualidade


Trabalhar munido dos melhores materiais de construção, é indispensável para garantir que a obra se desenvolva mais rapidamente e com menos ocorrência de falha humana. Existem alguns equipamentos que ajudam a aumentar a produtividade no seu trabalho. 


Escoras metálicas: 


O objetivo das escoras em uma construção, é proporcionar um apoio provisório para determinadas parcelas da obra, como lajes, vigas e afins, fazendo com que essas partes se mantenham firmes até que estejam secas ou construídas o suficiente para se manterem por si só. 

As escoras não servem apenas para manter a obra em pé, mas também são um importante mecanismo de proteção, que age como uma fora de garantir a segurança dos trabalhadores, dos moradores e das pessoas que transitam próximas da obra. 


Existem dois tipos de escoras, as fabricadas em madeira e as de metal, no entanto, as segundas possuem diversas vantagens quando comparadas com as primeiras. Sabe-se que se a escora de madeira foi fabricada com madeira certificada e dentro das normas de segurança, ela traz a mesma sustentação que uma escora metálica, no entanto, quanto mais essa escora de madeira vai sendo utilizada, a sua resistência vai diminuindo, além de deixar resíduos na obra, que em alguns casos não são reparados. 


Além disso, as escoras metálicas são mais simples e fáceis de usar, podem ser ajustadas em diversas alturas, tipos de obras, dispensam calços e são muito mais fáceis e práticas de usar. Escoras metálicas tem uma maior durabilidade, são consideradas mais limpas, já que o metal não deixa resíduos na obra. 


Em termos de segurança, todas são fabricadas de acordo com as normas NR-18, considerando que algumas escoras de madeira são fabricadas com material não certificado. Apesar de serem mais caras as escoras metálicas possuem um ótimo custo-benefício, pois podem ser utilizadas diversas vezes sem ter o seu desempenho comprometido. 


Caixas de argamassa:


Muitos construtores perdem muito tempo e mão de obra na hora de fazer a argamassa, por isso, modernizar esse processo é um elemento fundamental para que a sua construção não sofra nenhum atraso.


As caixas para argamassa fabricadas em plástico conferem mais versatilidade, leveza e uma maior vida útil, já que depois de lavadas elas podem ser reutilizadas diversas vezes. Essas caixas podem ser movimentadas por meio de guindastes de torre, gruas ou carrinhos manuais, com praticidade e segurança. Existem modelos variados, com diversas dimensões e capacidades, basta você escolher o que mais se encaixa na sua obra. 


Dutos de entulho: 

Esses equipamentos são utilizados em construções verticais com dois ou mais andares e são uma ferramenta muito efetiva para fazer o descarte de entulhos na obra, facilitando a limpeza do local. Onde os resíduos do último piso podem ser mandados diretamente até a caçamba que irá descarta-los. 


Essa ferramenta agiliza os processos dentro da obra e aumenta a produtividade da sua equipe, que em poucos momentos pode se livrar de uma grande quantidade de entulho, para poder se dedicar a tarefas mais importantes para o funcionamento da construção em que estão trabalhando, além de reduzir as chances de acidentes ao desempenhar essas atividades. 


Os dutos de entulho são fáceis de instalar e movimentar, são construídos em materiais resistentes, que mesmo ficando expostos ao sol e a chuva possuem grande durabilidade. Ele não gasta energia elétrica, pois a própria gravidade fica responsável pelo escoamentos dos resíduos. 


Agora que você já sabe quais são as dicas que fazem a sua obra crescer mais rápido e quais ferramentas utilizar para conseguir potencializar os seus resultados, é só coloca-las em prática!